Prisma Design Thinking

Você conhece a história da Prisma Design Thinking?

Em 2017 saí da Embratel onde ocupava o cargo de Especialista de Produtos procurando um lugar em que eu pudesse propor novos processos e metodologias de trabalho e acabei trabalho em em uma consultoria de TI, onde infelizmente, não tive oportunidade para isso novamente. Então, me vi desempregada, e enquanto procurava me recolocar no mercado de trabalho, comecei a procurar por trabalhos freelancer.

Antes de oferecer meus serviços, conceituei minha marca de trabalho, que é marcada pela multidisciplinaridade que adquiri ao longo dos anos: UX, UI, produto, front-end, marketing. Mas aí veio o seguinte questionamento: como entregar todo esse leque de uma maneira estratégica para o cliente? Refletindo sobre o que ligava toda essa interdisciplinaridade do meu processo me veio a mente o conceito: Design Thinking.

Naturalmente surgiram os primeiros clientes, e naturalmente também os primeiros desentendimentos e aprendizados, o que precisava ser melhorado no processo? Eu notei que as pessoas não conseguiam distinguir o papel do designer nos processos, seu leque de atuação conforme seu cargo, também era inexistente a noção que o Design tinha intersecções com outras áreas, algumas empresas simplesmente não tinham processos que contemplavam a atuação de um designer e simplesmente não faziam idéia de onde aloca-lo. O termo design thinking era algo vago, ligado à inovação, mas as pessoas também não entendiam o pensamento estratégico do design e a relação com co-criação entre áreas, a multidisciplinaridade que citei antes.

Daí me veio a idéia do blog: e se eu começasse a colocar a minha visão disso tudo através de textos para as pessoas?

Então surgiu a Prisma Design Thinking com o propósito de pensar e propor novas relações educacionais e de trabalho pelo Design Thinking.

A maioria das pessoas associam Design Thinking ao uso do Double Diamond, ao processo de inovação, ou à User Experience. Para mim, o Design Thinking é um mindset de trabalho, assim como surgiu o termo na Universidade de Stanford nos anos 90.

Um mindset que a maior parte dos designers possui, mas que não está restrito a eles, mas é um papel do designer disseminar essa cultura criativa entre as pessoas, e destruir diversos mitos: que o design é exclusivamente visual, que apenas designer são criativos, que designers não entendem de negócios, etc.

Como é disseminado, o pensamento de um designer thinker é um pensamento de abstração e síntese, um equilíbrio entre a subjetividade e objetividade.

Mas, na minha opinião, é preciso ir além, são necessárias abordagens existentes, uso de ferramentas, e um método. Esse é o diferencial da Prisma, o que acredita ser a potencializaçao do Design Thinking, um funcionamento totalmente baseado nesse mindset.

 
Valores
São as características de trabalho, que fazem com que uma vez que temos em mente conseguimos entender as diferentes propostas de valor que produtos, serviços, experiências, carregam.
 
Empatia

empatia

Colaboração

colaboração

Experimentação

experimentação

 
Metodologias
Metodologias são processos que norteiam o trabalho, etapas a serem cumpridas para um entregável, passo a passo, etc, "um caminho" que norteia o time em direção a um propósito.
 
Lean UX

lean ux

Design Sprint

design sprint

Double Diamond

double diamond

 
Ferramentas
Ferramentas, na maioria das vezes são canvas estruturados que são utilizados para estruturar ideias, conceitos, daos e servem de guias para desenvolver um racíocinio lógico no processo.
 
Mapa de Empatia

mapa de empatia

Bussiness Canvas

bussiness canvas

Persona

persona

© 2018 Prisma Design Thinking